Que dia…

Ontem fui dormir com um gosto amargo na boca.

Hoje, acordei com o mesmo gosto. Não adianta beber água, não adianta comer doces, não passa. E eu não gosto nem um pouco de coisas amargas. Só café. Só que esse gosto em nada lembra café.

Está mais pra English Tea.

Ontem eu não esperava que o Massa conseguisse o título, na verdade. Claro que tinha esperanças, mas não acreditava de verdade. E assim foi. Ninguém sequer tocou o Hamilton nas primeiras curvas e ele vinha guiando tranquilamente, sem as cagadas habituais. Estava com o título no bolso, até a chuva aparecer novamente em Interlagos e forçar os pilotos a trocar os pneus faltando 7 voltas pro fim.

Hamilton voltou em quinto, posição limite para ser campeão, atrás de Timo Glock que não havia trocado os pneus. De repente, faltando duas voltas para acabar, a surpresa: ele é ultrapassado por Vettel. Por alguns instantes, eu vi o título do Massa. Enxerguei o Hamilton cruzando a reta em sexto, com todas as cores. Vi ele levando as mãos ao capacete e se lamentando, enquanto o Galvão berrava feito um doido.

Nessa temporada, esse inglês maldito me trouxe dezenas de decepções. Cansei de contas as vezes que vibrei ao vê-lo se ferrando pra logo em seguida ficar triste por algum motivo. Foi assim em Mônaco (ele bateu e furou o pneu no começo da prova; achei que ele fosse abandonar, mas ele venceu a corrida, sendo que tinha largado em terceiro); na Hungria (ele fura o pneu, cai várias posições, mas o Massa abandona faltando duas voltas e meia); e em Spa (ele é ultrpassado pelo Raikkonnen no final e recupera a posição. Mas  essa nem conta porque tiraram os pontos dele depois. Mas o final da corrida foi decpcionante ainda assim).

Ontem eu pensei “não é possível que isso vai acontecer de novo. Agora ele tem que se ferrar. O título é do Massa.”

Sim, aconteceu de novo.

E na última curva, Glock, o piloto que, graças à não-troca de pneus havia deixado o Hamilton na posição indesejável, não conseguia guiar o carro. E foi ultrapassado na última curva. Na verdade, quando eu escutei o Luciano Burti falando “passou o glock!” eu achei que ele estava dizendo que o Glock tinha cruzado a linha de chegada…só então reparei que ele estava era sendo ultrapassado pelo Hamilton.

Massa havia acabado de cruzar a linha. Chegou a ser campeão por 15 segundos. A corrida só acaba quando surge a bandeira quadriculada, não tem jeito.

Fazendo uma comparação “lulística” como futebol, seria o equivalente a um time que precise de um empate para ser campeão passar o jogo inteiro perdendo, fazer um gol milagroso aos 47 do segundo tempo, e ver o time adversário desempatar novamente aos 49, logo após a cobrança do centro.

Nunca vi algo assim. Passei o resto do dia meio triste. Hoje já estou conformado, mas ainda chateado. Não consigo esquecer o que aconteceu ontem.

Hamilton campeão, Mclaren consegue um título depois de vários anos (acho que desde o Hakkinen…to errado?), o Reino Unido comemora depois de 12 anos e temos o primeiro “negro” campeão da Fórmula 1. E o mais jovem.

Agora é torcer pro Massa já começar já mais forte na temporada que vem (já que nesse ano o campeonato começou pra ele só na terceira corrida). Pro Hamilton ter um pouco menos de sorte. E pra Ferrari errar menos.

Se bem que a temporada que vem é um mistério. Como sempre, teremos mudanças e não sabemos como as equipes e pilotos se adaptarão. Talvez o Massa tenha perdido uma chance única de ser campeão. Talvez não.

Continuemos torcendo.

Tags: , , ,

2 Respostas to “Que dia…”

  1. Mariana Says:

    Chá Inglês é mó bom =P

    Enfim, quando o Vettel foi chegando, gritei igual uma doida, você mesmo me mandou gritar menos. E foi difícil ver o título escapulir. Mas se foi ruim para a gente, imagino para o Massa. Mas isso só mostra que ele tem muito sangue frio (se ele já não tivesse mostrado isso várias vezes nessa temporada). E ano que vem começa tudo de novo.

    Sei que o Hamilton é arrogante demais perto do que já fez mas é preciso admitir que ele não é nenhum babão com carro bom. Ele tem talento. Veremos como fica.

  2. pedro_bard Says:

    cara, vc descreveu com todas as palavras os meus sentimentos ontem, pela primeira vez eu acordei triste com a f1, com carros em geral…

    e so pra confirmar, o ultimo titulo da mclaren tinha sido com o mika em 99…

    amanha de tarde vou fazer uma “analise” da temporada la no meu flog…

    e continuaremos torcendo… sempre…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: