Resumo das eleições 2008 – vereadores das principais capitais

De todos os cargos eleitos através de voto popular, o de vereador é o que mais me deprime. Creio que é o cargo que necessita de menos pré-requisitos (idade, escolaridade, etc) e por conta disso é o que tem mais candidatos bizarros concorrendo. E que acabam sendo eleitos justamente por serem engraçadinhos. O resultado é um bando de doido e gente despreparada criando e aprovando leis pra cidade e ganhando dinheiro às nossas custas.

Vamos então, a um resumo dos principais candidatos eleitos nas principais capitais do Brasil.

São Paulo: Em Sampa a coisa ficou menos feia do que poderia. Provavelmente foi a cidade com o maior número de candidatos bizarros concorrendo. Do Kid Bengala ao Sérgio Mallandro, são inúmeras as bizarrices. Mas esses, graças a deus, ficaram de fora. Como não pretendo olhar todos milhares de candidatos a vereador de São Paulo um por um, me concentrei nos eleitos. E nesses, creio que os destaques são os – já bastante comentados na mídia – Netinho de Paula (terceiro mais votado – e já pensa em ser senador. Já vejo a criação do “dia do pagode” vindo por aí) e Aguinaldo Timóteo. Podia ter sido bem pior. Enéas Filho e Dinei (aquele do curíntia) ficaram de fora, além do dono da Boate Bahamas.

No Rio de Janeiro, tivemos como candidatos eleitos: Stepan Nercessian (terceiro mais votado), Jorginho da S.o.s, Claudinho da Academia e Carminha Jerônimo, eleita diretamente da cadeia (como diabos autorizam pedidos de candidatura para candidatos assim??). Além dela, esse bombeiro aqui é suspeito de chefiar uma milícia e também fará parte da câmara de vereadores carioca no ano que vem.

(clique para continuar lendo)

Salvador: o destaque é sem dúvida a eleição de Alecsandro de Souza Santos, a Leo Krete do Brasil, transformista dançarino(a) de pagode, como um(uma) dos candidatos(as) mais votados(as). E fora isso nada de muito pertubador, vários candidatos nos quais eu não votaria, mas nada tão bizarro como a Leo Krete também. O BBB “Didi Brother” ficou de fora.

Belo Horizonte: é oficial: a câmara belorizontina terá  cobrança de dízimo todo o mês. Pelo menos no que depender dos vereadores Bispo Chambarelle (que só declarou possuir dois carros como bens, deve dormir em um deles), Pastor Carlos Henrique e Pastor Henrique Braga (esse sim, três carros importados e uma porção de cabeças de gado, além de terrenos e sitíos espalhados por Minas afora). Além dos pastores, tivemos aqui em BH a eleição de Albeeeeeeeeeerto Rooodrigues!, o “Vibrante”, narrador tradicional de jogos do Cruzeiro da rádio Itatiaia; Preto do Sacolão (vai poder finalmente trocar o Kadett 1990 dele); Paulinho Motorista (espero que tenha idéias de soluções para o trânsito da cidade); e o Edinho do Açougue. Pelo menos o Fubá da Máfia Azul ficou de fora (e eu tinha certeza que ele ia entrar, mas por algum motivo, não recebeu nenhum voto). Pra quem não sabe, as habilidades do rapaz se resumem a comandar a torcida Máfia Azul durante os jogos do Cruzeiro.

Fortaleza: nada de muito estranho também, tirando o fato da câmara ter virado tipo um hospital. Dr. Elpídio, Dr. Gláuber, Dra. Magaly, Dr. João Batista e Dr. Ciro, todos médicos, estão entre os eleitos. Bom, pelo menos estes têm o superior completo. Além dos médicos, Irmão Leo (cujo nome completo é Benzaliel Constant do Nascimeto) e Pastor Carlos Dutra formam a ala religiosa.

Em Goiânia, o destaque é a eleição de Túlio Maravilha (terceiro mais votado), que agora terá de conciliar os gols no Vila Nova com o trabalho na câmara. Túlio terá ainda como colegas no ano que vem o Gari Negro Jobs, o Alfredo Bambu, e, vejam só, o Richard Nixon. Aliás, a lista de candidatos eleitos de Goiânia é provavelmente a que tem os nomes mais bizarros, mas como não estou julgando exatamente os nomes dos candidatos, deixa quieto.

Em Curitiba os candidatos que mais me chamaram a atençao foram o Aladim e o “Odilon Volkmann Homem do Povo“, mas que não chegam perto do nível de bizarrice de outros estados. Aliás, os estados do Sul ou tem eleitores mais sérios, ou tem candidados menos engraçados.

Nas outras capitais maiores (Porto Alegre, Recife, Manaus, Belém), não encontrei tantos candidatos dignos de nota. Mas se você mora em algumas delas, ou mesmo se mora em uma cidade menor e conhece algum candidato eleito a vereador bizarro, pode usar os comentários abaixo pra falar deles. Se duvidar, faço uma “parte II” deste post.

Mas no fim das contas, ainda que o resultado tenha sido ruim, considerando os candidatos que ficaram de fora, poderia ter sido muito pior. O brasileiro ainda vota mal, mas aparentemente menos mal que em outras épocas.

——————————————————————

Agora, não custa esclarecer uma coisa: sinceramente, não considero a escolaridade como algo fundamental para este tipo de cargo. É importante, de fato, mas menos importante que outras coisas. Não sou, por exemplo, do tipo que critica o Lula pela baixa escolaridade. Não sou petista, e na verdade nem gosto do governo do Lula, mas na minha opinião, o grau de escolaridade dele não tem nada a ver com isso, e sim más idéias e falta de capacidade de usar a máquina do governo pra resolver os diversos problemas do Brasil (olha o PAC por exemplo, tão anunciado, e é uma dificuldade danada pra fazer as obras irem pra frente). Ele podia ter superior completo que dificilmente faria um governo melhor do que está fazendo.

Por outro lado, tem-se que estabelecer uma diferença básica entre o Lula e essas criaturas que se candidatam a vereador: o Lula, mesmo com todas as tosqueiras associadas à sua pessoa, sempre mostrou uma certa capacidade de liderança, e sempre esteve envolvido com política de uma forma ou de outra. Saber liderar e saber mexer com política (além de entender de algumas coisas como economia e política mundial, no caso do presiente) são caracterísicas, pra mim, muito mais importantes para um cargo como este do que a escolaridade. No caso dos vereadores, troque essas caracterísitcas por conhecer bem a cidade e ter boas idéias para ajudar o prefeito a administrá-la.

Por que estou falando isso? Estou falando de vereadores aqui. Boa parte deles só tem o ensino fundamental e isso é algo que critiquei. “Mas Rafael, você é maluco, você acha que o presidente pode ser eleito sem escolaridade, mas vereador não pode?!?!?” Não é isso. A questão tem a ver com o que eu falei no parágrafo acima. Ter um cargo desses implica em uma série de talentos (e conhecimentos) que não são necessariamente conseguidos no colégio. O Lula pode ter aprendido bastante de política e economia durante todos os anos que esteve aí à frente do PT. Agora, me diga o que diabos o Kid Bengala sabe sobre como cuidar de uma cidade complexa como São Paulo, se a única coisa que ele fez nos últimos anos foi comer o ** de uma porção de atrizes pornôs por aí?

(A propósito, alguém tem aí a propaganda do Kid Bengala no Horário Eleitoral? Fiquei Curioso. E ah, saquem só a “ocupação” dele. “Outros“, pois sim)

Na verdade, eu apostaria que criaturas como o Preto do Sacolão lá de BH tem mais possibilidade de ser um bom vereador do que os Sérgios Mallandros da vida, que estão nessa mais pra conseguir uma boquinha pra sustentar eles pelos próximos 4 anos do que por qualquer outra coisa.

Discorda desta minha opinião? Os comentários também servem pra isso.

Mas sejamos educados. =]

Tags: , , , , , , ,

3 Respostas to “Resumo das eleições 2008 – vereadores das principais capitais”

  1. Guillermo Says:

    Se você não encontrou nada digno de nota em Porto Alegre, certamente não serei eu quem dirá alguma coisa. Afinal de contas, você é um dos poucos “escolarizados” que não acha o governo Lula um bom governo.

    DÁ-LHE GRÊMIO!!!

  2. Rafael Says:

    Guillermo,

    Não entendi, sério. Até onde me consta, o maior indíce de rejeição ao Lula está justamente nas classes mais abastadas, ou seja, nas pessoas “escolarizadas”. Eu diria que é o contrário: eu sou um dos poucos que conheço, dentre amigos e parentes, que não considera o fato do Lula só ter o ensino fundamental como algo relevante. Aliás, eu mais defendi do que reclamei do Lula nesse post, esperava justamente o inverso: comentários me chamando de imbecil por apoiar um “presidente analfabeto”. =P

    Quanto ao meu pedido para sugestões de vereadores de outras cidades: pedi isso porque obviamente não conheço os vereadores de todas as capitais brasileiras, então me concentrei nos que pareciam mais “bizarros” na lista de eleitos. Porém, podem ter alguns que não aparentam ser tão bizarros assim, mas que trazem um histórico ruim (ex.: a Carminha lá do Rio. Eu passaria batido por ela se já não tivesse lido notícias a respeito do fato dela ter sido eleita dentro da cadeia).

    Então o meu pedido foi mais nesse sentido, de eu ter deixado passar batido candidatos ruins pelo fato deles serem (aparentemente) menos bizarros que os de outras cidades, uma vez que eu não conheço o histórico deles.

    No mais, grato pela sua opinião.

  3. kiki Says:

    na minha humilde opinião, pior mesmo foi o eneas filho, que não é filho d’o enéas, o famoso candidato que fez sucesso por ser uma piada.

    o cara é filho de outro eneas, que tambem foi politico, e se aproveita da coincidencia.
    ou seja, o cara é uma farsa de um politico que é uma piada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: