Ferris Bueller fazendo escola

Hacker que aumentou as próprias notas pode pegar 38 anos de prisão

O jovem californiano Omar Khan, de 18 anos, corre o risco de ser condenado a 38 anos de prisão por ter invadido, com um computador, o registro de suas notas na escola. O hacker, que tinha tirado o conceito ‘F’ – reprovado – em diversas disciplinas no colegial, trocou todas suas notas pelo conceito ‘A’, o máximo.

(…)

A fraude foi descoberta quando Khan tentou contestar a decisão da Universidade da Califórnia, que rejeitou seu pedido de inscrição. O aluno pediu cópias de seus registros escolares, e os professores suspeitaram ao ver o boletim repleto de notas ‘A’. 

O cara nem pra ser mais discreto. Muda de F direto pra A. Podendo colocar uns C’s ou uns B’s pra disfarçar e chamar menos a atenção, mas não, vai com muita sede ao pote. Acaba dando nisso, alguém ia desconfiar, né?

Ferris nunca seria preso. Ele sabia fazer as coisas direito. Ia lá, tirava as faltas e pronto. Nem com o diretor Rooney vendo as faltas sumindo ele era pego. Parecia um bug do sistema ou qualquer coisa do tipo.

Até porque hackers não eram algo tão comum naquele tempo. Ferris foi um pioneiro. E as imitações dos dias de hoje deixam a desejar.

Bom, o carinha aí da reportagem podia começar a procurar emprego em lojas de informática.

Tags: , ,

2 Respostas to “Ferris Bueller fazendo escola”

  1. Mari Says:

    Ferris rules!

  2. Mari Says:

    38 anos de prisão é meio over, não? Os americanos me matam de rir.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: